O cantor Daniel inaugurou o Cine São José, em Brotas

A cidade de Brotas, a 236 km da capital paulista, viveu uma festa inesquecível em 4 de março deste ano. Motivo: o cantor Daniel, um de seus “filhos” mais famosos, reuniu os amigos e a imprensa para a inauguração do Cine São José, que estava fechado há mais de 20 anos.

O projeto de Daniel, de restaurar o cinema de sua cidade, nasceu antes mesmo dele receber o convite para estrelar o filme “O Menino da Porteira”. Por iniciativa própria, e sem o apoio de leis de incentivo à cultura, o cantor comprou o imóvel e planejou toda a sua reestruturação.

Na parte técnica, foi instalado o que há de mais moderno em equipamentos de projeção e sonorização. Na parte estética, Daniel optou por manter as características originais do cinema (com direito a cortina de veludo e o tradicional gongo, por exemplo), adicionando alguns charmes de modernidade. Entre eles, um aconchegante café no piso térreo, e uma animada choperia no piso superior.

Além de exibir filmes em 35 mm, o Cine São José também está equipado para shows musicais e peças teatrais, em função das proporções generosas de seu palco. Somando platéia e camarotes, são 401 lugares de muito conforto.
Na festa de inauguração, estiveram presentes várias personalidades do mundo artístico, como a apresentadora Xuxa, os cantores Alexandre Pires e Sérgio Reis, e Luciano da dupla Zezé de Camargo & Luciano, entre outros.

Todos prestigiaram a grande estréia da noite, que não poderia ser outra além de “O Menino da Porteira”, filme protagonizado pelo próprio dono da festa.
Texto de Márcio Shimpizza, publicado no site Baladas, em 06/03/2009.
Esta postagem foi, gentilmente, indicada por Eder M. Delatore, um grande leitor deste blog.
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.
ACESSE O BANCO DE DADOS


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.