Capas de cinema - Parte 2

Por Antonio Ricardo Soriano
Os cinemas de rua sempre decoraram diversas capas de discos (LP's ou CD's) por todo o planeta.
Destaco, nesta postagem, mais quatro capas muito bonitas e interessantes. Veja o primeiro "Capas de cinema" destacando dois discos muito especiais. Clique aqui.

A fachada do cine São Luiz, do meu querido bairro de Pirituba, foi a inspiração da criação do logotipo e da capa do disco da Danceteria Paradise, que funcionou no prédio do cinema nos anos 80. Hoje, o prédio ainda mantém a fachada original, mas nele funciona um Buffet.


Encarte
Selo do lado A do disco vinil
Reel Music é uma coletânea com uma seleção de canções da banda The Beatles, que foram destaque em seus filmes. O álbum foi lançado em 22 de março de 1982, nos Estados Unidos (Capitol Records) e no dia seguinte no Reino Unido (Parlophone). A capa mostra a fachada de um fictício cinema de rua chamado Capitol e o encarte mostra a sala de espera. Lindo!



Aliens Ate My Buick, de 1988, é o terceiro álbum lançado por Thomas Dolby, que teve relativo sucesso com seus discos anteriores. Neste, o que vale é a capa, que homenageia os antigos filmes de ficção científica. E o cinema? Só aparece no verso da capa, mostrando um cinema drive-in.

Got Any Gum?, de 1987, é o oitavo álbum de Joe Walsh. Traz a música "In My Car" escrita juntamente com Ringo Starr (baterista da banda The Beatles). A capa é maravilhosa. Um cinema de rua fotografado numa noite chuvosa, onde a iluminação em neon, da linda fachada, se reflete no chão molhado.
O cinema realmente existiu e é histórico, pois Elvis Presley alugava-o para assistir os filmes mais recentes, junto de suas namoradas e amigos, em sessões fechadas ao público (clique aqui e aqui). O cinema, inaugurado em 1930, em Memphis, Estados Unidos, foi transformado em teatro.

Agradeço à Gilberto dos Santos (meu tio) pela colaboração e pelo desafio de encontrar, em seu grande acervo de discos vinil, estas preciosas capas.
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.
ACESSE O BANCO DE DADOS


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.